Blog 2Share

Sistema de Multipropriedade: Entenda os detalhes do modelo

Sistema de Multipropriedade

Se você quer compreender o sistema de Multipropriedade e os detalhes do modelo, primeiro precisamos falar do contexto histórico e explicar as várias vertentes existentes.

Economia Compartilhada

Um modelo econômico que ajuda a ampliar o acesso a bens e serviços, no qual a ideia é a otimização dos bens, com foco no uso e não na posse.

O modelo se firma em três pilares principais da sustentabilidade, são eles: econômico, ambiental e social.

O sistema possibilita menores custos para os usuários finais, enquanto auxilia na geração de renda para os empreendedores que oferecem o produto ou serviço.

O “boom” do conceito ocorreu após a Crise Econômica de 2008, entretanto, ele apareceu pela primeira vez na década de 70.

Mas foi somente em 2008 que autores chegaram à conclusão de que o modelo de hiper consumismo adotado pelo mundo estava levando o planeta ao limite.

Esse limite fez com que um novo modelo surgisse: o de compartilhamento.

Com foco em sustentabilidade, ele apresenta uma segunda via para o consumo, com redução de desperdícios e otimização do uso de diversos recursos.

Uma das principais estudiosas do assunto, Rachel Botsman, classifica o modelo em três sistemas: Mercado de redistribuição, Lifestyles colaborativos e Sistemas de produtos e serviços.

São exemplos de empresas que atuam no modelo de Economia Compartilhada: Uber, Airbnb, Enjoei, Tem Açúcar, etc.

Imagem ilustrativa de pessoas em cima de montes de moedas.
Ilustração de Economia Compartilhada

Como surgiu a Multipropriedade

Após a Segunda Guerra Mundial, o conceito que emergiu na França foi o de Timeshare. Com a dificuldade de hotéis abertos na França, iniciou-se a ideia de vender hotéis inteiros para 4 pessoas.

Neste modelo, cada proprietário utilizava o hotel durante três meses do ano. Mas o modelo não parou por aí. 

Os americanos, interessados na forma que estava surgindo, adaptaram o sistema para uma divisão entre 52 compradores, um para cada semana do ano.

E foi assim que entre as décadas de 70 e 80 iniciaram os primeiros empreendimentos no modelo de Multipropriedade nos Estados Unidos.

No Brasil, o sistema trabalha com a venda de cotas imobiliárias. Cada bem pode ser dividido entre 13, 26 ou 52 co-proprietários – essa definição ocorre de acordo com o dono do empreendimento.

E o que é de fato a Multipropriedade? É o sistema que permite a venda de um imóvel para vários proprietários. Ou seja, o mesmo bem pertence a várias pessoas.

Essa venda garante o direito de uso e posse por um período durante o ano, e se diferencia do Timeshare, que trabalha apenas com a venda do direito de uso.

Tipos de Multipropriedade

Multipropriedade Acionária ou Societária:

Ocorre quando há a formação de uma sociedade, e esta passa a ser a proprietária do bem. A sociedade emite ações ordinárias e ações preferenciais. 

As ações preferenciais são vendidas aos sócios como unidade de uso por períodos (frações), definidas em contrato. Esses, portanto, fazem uso, mas não possuem direito de propriedade.

Direito Real de Habitação Periódica

O bem compartilhado consiste no direito de usufruir de um bem alheio por um período de tempo. Não abrange aqui o direito de posse desse bem.

Copropriedade Imobiliária/Copropriedade de Complexo de Lazer: 

Os proprietários são donos de uma cota de fração ideal do solo, da construção e dos aparatos de lazer disponíveis. Eles são submetidos às regras do instituto de condomínio.

Este formato dá ao proprietário o direito de posse, e não apenas de uso. Ele pode utilizar sua fração ou compartilhá-la.

O que é a Multipropriedade Hoteleira?

Podemos pensar na Multipropriedade Imobiliária dentro do contexto turístico, onde apartamentos de um hotel ou complexo turístico são vendidos em frações de tempo para vários clientes.

Este modelo colabora com o setor de turismo, fomentando o mercado e contribuindo com a taxa de ocupação dos hotéis, que passam a contar com os períodos das frações determinados em contrato.

A lei que rege o sistema de Multipropriedade é a Lei nº 13.777/2018.

A Multipropriedade é um direito real, que dá ao proprietário a possibilidade de desfrutar de seu bem durante o período correspondente à sua fração.

Além disso, ele também pode emprestar, vender, alugar ou colocar seu período disponível em um pool de locação (muito comum nas redes hoteleiras).

No caso da aquisição de uma fração imobiliária em um hotel, você tem a garantia de encontrar a estrutura do apartamento sempre limpa, com manutenção em dia e benefícios que a rede hoteleira oferece. 

São muitas as vantagens de possuir um imóvel no sistema de Multipropriedade, e você pode conferir navegando em nosso blog.

Isso porque, se pensarmos nos custos de aquisição de um imóvel no modelo tradicional, essa conta já inviabiliza a compra para muitas famílias.

Mas neste modelo o sonho da casa de férias se torna mais real e próximo, garantindo à sua família o descanso e lazer merecidos.

Então, se você ainda não conhecia o termo Multipropriedade, mas deseja ter um imóvel neste sistema, a 2Share pode te ajudar nessa conquista.

Deixe seu comentário e nos fale qual é a sua dúvida.

2Share Multipropriedades

A 2Share é uma máquina de vendas digital, que tem como objetivo levar o seu negócio a outro nível.

Uma empresa que atua com Planejamento Estratégico, Gestão de Tráfego, Captação e Qualificação de Leads, Assessoria de Marketing e muito mais para que as marcas parceiras tenham melhores desempenhos nas vendas.

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Deixar um comentário